Dr. Manecas, meu blogue cresceu - Biografias Eróticas

Dr. Manecas, meu blogue cresceu

Por momentos, confessionário, pensei que estava acabada, lá se ia a minha biografia erótica à vida, era o meu Blogue da Piriquita, Instagram, Twiter, Face, e tudo mais, cada vez tinham menos visitas, só os comentários maus apareciam, eu bem tentava controlá-los, com umas intrujices de uns amigos, o meu modo de vida diminuía, já nem os sponsors me contactavam, mais um bocado e estava fodida.

E eu que tinha dado tanto de mim, eram tantas as seguidoras, dava-lhes muitos conselhos de moda, shopping e artigos de beleza, tanta coisa de que bem sei, que não percebo nada, e, meu amigo, para não perder "mercado", passei a falar muito de sexo, de swing, de gigolos, e de putas, que para foder é só querer, pode ser no trabalho ou no hospital, e depois, sempre me esforcei muito a roubar temas e palavras dos outros, porque eu, bem visto, não tenho criatividade nenhuma.

Roubo tudo o que aparece e que choca, sex shops, sexo tântrico, vibradores, pilas grandes e pequenas, conas sintéticas tudo serve, e é só para nós, já nem sou eu quem escreve, tenho uns amigos que pesquisam, fanam e publicam, coisas do trabalho dos outros menos conhecidos, que eu bem vês confessionário, me custou tanto fazer nome, para agora tudo se perder, apesar de não o merecer.

E porquê, perguntarás tu? Porque te confesso o meu desespero de perder o que, bem visto, nunca foi meu? Sabes porquê, vou-te contar, por causa de uma puta fina ressabiada, que viu as minhas fotos no instagram e disse sabes o quê? que eu estava velha, acizentada, vê bem, a puta maldita chamou-me acizentada, e esta merda das redes são mesmo assim, se a merda cola, vem tudo atrás tipo enxurrada.

As putas das minhas seguidoras que são tão putas como a puta, começaram a achar que sim, que eu estava acizentada, que o melhor mesmo era migrarem para o blogue da outra, que pensando bem, nada tem a dizer a elas, assim tanto quanto eu, só balelas para as meninas, que dizem que sim porque sim, que vêem o Blogue da Piriquita, as coisas que os sponsors mandam.

Isso até era o menos, o que me fodia a cabeça, era aquela puta de quem eu fora amiga, estar a dizer no Insta, que eu estava acizentada, puta!!! que a fodeu!! a gaja é uma gorda celulitica, há anos que abusa de roupa larga, para enganar as seguidoras, e, confessionário, essa puta veio-me chamar cinzenta.

E foi aí confessionário que se me fez luz, você me ajudou tanto, tinha aqui lido umas coisas sobre o poder do Dr. Manecas, desse médico muito falado, que é psicólogo de mentiras iluminadas durante o dia, e ensinador de verdades ocultas à noite, dizendo que o homem tem sempre solução para tudo, e eu fui a correr ter com ele, me queixar que estava perdendo seguidoras, que no Insta falavam mal de mim, e tudo o mais que estava cinzenta.

Quando vi o Dr. Manecas não queria acreditar, as minhas costas encheram-se de humidade, estava vestido casual, com uma camisa de organza aberta, que lhe davam um ar antigo e tão nobre, o meu namorado que ia comigo estava impressionado, aquela savana de pelos no peito, umas calças de linho soltas cintadas, faziam ver um volume avantajado, que se aconchegava entre as pernas.

"Então Piriquita, está a perder seguidores no seu Blogue, conte lá isso?", comecei a contar tudo, "então Dr. Manecas, desculpem falar assim, é uma puta que compete comigo, ficou dizendo que eu estou cinzenta, que apareço mal nas fotografias, faz a cabeça das minhas seguidoras, que se deixam ir naquela putice, e começam a ir-se embora.

Só sei confessionário, que o semblante do Dr. Manecas de repente mudou, se eu estava cinzenta, ele estava rubro, por momentos, eu e o meu namorado ficámos assustados, rodopiou na sala aos pulos, via-se bem que estava irritado, de modos que logo logo explodiu "Cum caralho!! com coisas tão importantes, com tanta gente a precisar de mim, vêm vocês para aqui só porque fica cinzenta nas fotografias?".

Balbuciei assim umas coisas, nem sabia o que dizia, "isso vê-se logo!! é falta de foda caralho!! ou esse caralho com quem anda não faz o seu trabalho, ou você anda atarefada de mais para perceber, que levar na cona e no cu com regularidade, não existe nada melhor para a pele", ele continuava explodindo, dizendo que o tinham feito perder tempo, mas foi abrandando aos poucos, até que se virou e disse assim "bom, mas já que está aqui e, afinal também tenho de ser pago, vou-lhe dar umas fodas e o seu namorado ajuda-nos a fazer um estudo".


"Estudo, dr. Manecas?", logo seguida do meu namorado "fodas?", "sim fodas, enquanto eu a como, você vai filmado para ver se há melhorias, vai ver que com aquilo que lhe vou dar ela deixa logo de ficar cinzenta", só sei que quando o Dr. Manecas disse aquilo, o meu namorado calou-se logo, não sei se fiquei a duvidar dele, certo que não reclamou muito ao saber que outro homem me ia foder, este inútil é um peso morto, sustento-o e deve ter ficado satisfeito de pensar que ficava curada.

Eu estava assim sem jeito, de não saber como me comportar, o dr. Manecas baixou as calças de linho, e foda-se!!! foi quando vi, os tomates de touro escuro, em baixo de um caralho comprido, só sei que fiquei logo corada, a minha cor cinzenta desapareceu, o meu namorado começou então a filmar, o dr. Manecas a ir-me por trás, levantou-me as saias a baixar-me as cuecas, e senti aquele pau a roçar nas minhas pernas.

"Melhor despir, melhor despir e tu aí filma a cara, cinzenta ou não", ele abriu-me as nádegas todas, com o malho grosso de boi, alargava-me os papos para o lado, senti-o a entrar em mim, "aih dr. tão grande não estou habituada", "não há-de estar habituada, você só está habituada a conversa fiada, mas lembre-se bem, isto que acontece aqui, não se conta a ninguém, se fodo as minhas doentes é porque precisam de mim", ele estava a martelar-me, o meu namorado a filmar-me, fazia acenos com a mão, a dizer que estava a correr bem.

"Foda-se!!", pensei para mim, baixei-me toda a aguentar, as palmadas que levava, no rabo e nas coxas, enquanto o dr. Manecas entrava, "está-se a ver, está com a cona perra, tudo por falta de foder", eu já nem o ouvia, palavras e cheiros no vento, o que me apetecia mesmo era chorar, de tanto prazer me dava aquele caralho, que me estava a foder.

"Ai ai ai, dr. Manecas, estou tão louca, ai", ele batia-me nas coxas, em ondas de ancas renovadas, "não há-se estar louca e cinzenta, com tanta falta de caralho, minha amiga, vá, aguente-se, que vou-lhe agora ao cu", o meu namorado lá falou "ao cu? também, é preciso?, ela já está vermelha e corada!!", ouvi o dr. Manecas a dizer, enquanto me continuava a foder, "tem de levar no cu, as minhas doentes não saem daqui sem o tratamento completo", o meu namorado abanou a cabeça e consentiu, era tudo para meu bem, que ficasse melhor era o que queria, e para isso era necessário sair dali bem fodida.

"Ai Ai dr. Manecas, o meu cu, doí tanto", ele punha-me um óleo no ânus, entraram três dedos pelo menos, e logo de seguida entrou o caralho, aquele pau grosso e comprido, ai minha mãe, pensei logo, que valha a pena tanto sacrifício, ele enterrou-se todo em mim, começou-me a bater forte por trás, a abrir-me toda que o sentia, o meu preciso bem traseiro, de cor alva e de carne feito, que eu gemia e gritava da enrabadela que me dava, comecei enfim a estremecer que não aguentava, senti-me vir toda em muitas vezes, um orgasmo múltiplo a primeira vez experimentara, que iria logo que pudesse contar às seguidoras.

Estivemos a ver a gravação, "está ver ali coradinha, já está boa, vermelhinha", dei um obrigado ao Dr. Manecas por me ter salvo o blog, já depois assim mais privado, "mas menina corra com esse gajo", e foi assim, no dia seguinte despedi o meu namorado.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não deixe de comentar, o seu comentário será sempre bem vindo