Junho 2018 - Biografias Eróticas

Horóscopo Erótico dos homens de cada signo

22:48 1
Horóscopo Erótico dos homens de cada signo
Carneiro

Ele adora a ideia de ter sexo em lugares públicos, até porque a sensação de perigo mexe com os impulsos e os instintos dele. Num restaurante, acaricie-o por debaixo da mesa. Um de seus maiores desejos é uma relação explícita, sem pudores. Acredita que mostrando sua virilidade será amado e desejado. Faça com que ele se satisfaça primeiro, um pouco antes de você.
    
Touro

Este é um homem para encontros sensuais e duradouros, sem pressa nenhuma, pois o corpo dele quer sempre mais. Prepare um jantar com comidas e bebidas da melhor qualidade, um bom vinho, flores e lençóis de seda. Tente o erotismo em tardes tranquilas, no campo, na praia ou em qualquer lugar onde a natureza seja o cenário. Deixe que ele conduza a relação do seu jeito, de mansinho, pois morre de medo de ser rejeitado na hora H.
     
Gémeos

Excita-se com palavras e adora ter a mente estimulada. Portanto, fale muito sobre sexo: frases picantes e fantasias são sempre bem-vindas. Durante o jantar, conte que você vai fazer um strip-tease. Deixe-o sempre curioso sobre algo de sua intimidade. Assim, ele vai segui-la instintivamente. Cuidado com o excesso de preliminares ou com sensações orais: ele não consegue se concentrar em nada que seja muito repetitivo.

Caranguejo

Sua sexualidade muda a cada momento. Portanto, tudo o que aguça a fantasia é estimulante. Ele adora ser dominado. Então, mãos à obra: amarre-o numa cadeira com lenços de seda e coloque uma venda nos olhos dele para que apenas sinta o que você faz. Corra os dedos por todo o corpo dele e depois faça o mesmo com seus lábios e seios. Como a água o excita, um bom banho de banheira, com muita espuma, pode ser irresistível. Outra coisa: ele detesta aventuras barulhentas. Prefira o silêncio e o desconhecido. Se ele fechar os olhos, provavelmente estará imaginando seus lábios correndo pela pele dele. Experimente.
     
Leão

A preferência dele sempre será por uma parceira que o faça se sentir um verdadeiro rei. Um ambiente de glamour irá deixá-lo completamente louco. Ele vai adorar ser o centro da cena para liberar suas fantasias. Beije-o no rosto e no peito deixando as marcas de seu batom. Fique sempre atenta ao que ele diz, ouça suas histórias com interesse. Mostre-se apaixonada, porém segura e confiante. Ele também vai gostar de vê-la numa performance sensual e artística acariciando o próprio corpo, exibindo-se.
    
Virgem



Como ele é um pouco tímido no começo, invista nas preliminares até que o pudor seja deixado de lado. Faça com que ele observe minuciosamente seu comportamento. Uma boa dica é um demorado banho de champanhe e um perfume sutil. Sexo oral feito enquanto você desliza os dedos molhados pelo corpo dele vai levá-lo ao êxtase. Prefira ambientes tranquilos, serenos, com muita graça e beleza.
     
Balança



Para ele, a sedução é uma arte. Num ambiente perfeitamente decorado, com bom gosto e elegância, sirva um jantar à luz de velas. Não economize beijos, toques e carícias por todo o corpo dele, pois criarão um clima especial. Depois faça um strip-tease, exibindo sua lingerie. Essa, aliás, é a peça fundamental do momento. Ele nunca esquecerá se você fizer uma performance, terminando com sexo oral. Abuse das fantasias, já que ele prioriza o prazer da mente ao do corpo. Ele nunca está contente com a própria libido, por isso não se assuste se a cada dia ele responder melhor a um tipo diferente de estímulo.
     
Escorpião

Sua fama é a de ser um amante potente, perigoso e insaciável. Gosta de ir direto ao ponto, sem rodeios. Dominador e misterioso consigo mesmo, pode ficar louco com um clima enigmático. Assim, quanto mais obscura você for, mais aumentará a libido dele. Jogos de sedução com poder e submissão alternados e posições diferentes são super excitantes. Façam compras numa sex shop para incrementar o encontro, já que acessórios são imprescindíveis. Não tenha vergonha de usar expressões picantes durante o ato.
     
Sagitário

A vitalidade e a energia dele pedem que você esteja preparada para uma longa e inesquecível noite de prazer. Deixe-o livre para ficar excitado onde quer que esteja e sinta o prazer de seduzi-lo aos poucos. Ele é conhecido por gostar de uma certa promiscuidade, mas, na verdade, só quer se sentir livre, ficando bem longe de mulheres possessivas e de muito envolvimento emocional.
     
Capricórnio



Seja o mais objetiva possível na hora da abordagem. A praticidade deve fazer parte da sedução, pois ele precisa se sentir no controle da situação. Quando estiverem num elevador, com mais pessoas, encoste-se discretamente no seu pénis e deixe-o imaginar que alguém pode perceber. O toque é muito importante. Faça uma massagem, começando pelos joelhos, subindo pelas costas. Repita a dose, mas com a língua.
     
Aquário



Seja criativa e leve-o a lugares inusitados. Quando ele chegar, ainda no hall de entrada, no elevador ou na escada, comece a acariciá-lo. Não fale demais sobre sexo – pratique-o. O olhar recíproco no momento do orgasmo será alucinante. Sua mente é poderosa, e ele exige esforço intelectual de suas parceiras. No primeiro encontro, prepare-se, pois ele será gentil, refinado e tentará parecer o mais cordial possível.

Peixes 



Sensível e romântico, ele adora ser seduzido e submetido. Sua intensidade emocional o torna exigente. Massaje e beije os pés dele. Depois do descanso, acorde-o passando os lábios suavemente pelo seu corpo, leve-o para o banho e façam sexo vagarosamente, libertando todas as fantasias. Ele sempre procura mulheres que cuidam da beleza e que tentam dominá-lo. Invista no sexo oral.

O meu pai comeu-me

00:29 0
O meu pai comeu-me
A Vanessa resolveu contar ao Biografias Eróticas que:

No ano passado os meus pais separaram-se e devido a essa separação o meu pai perguntou-me se podia residir comigo e com o meu marido, apenas por algum tempo até ele arranjar uma nova casa e refazer a vida dele. Como filha, ainda sendo a mais velha e a que tem melhores condições de vida, não lhe podia negar isso.

Eu tenho 27 anos, estou casada há dois anos, e tenho uma vida que se pode considerar normal, de trabalho casa, tanto eu como o meu marido. O problema maior é que o meu marido trabalha por turnos e chega a passar-se a semana toda sem conseguirmos estar muito tempo juntos.

Só que há tempos aconteceu uma coisa um pouco estranha e até constrangedora. Eu tinha acabado de sair do banho e quando estava no meu quarto a vestir-me o meu pai entrou sem bater e apanhou-me totalmente nua. 

Não é que ele não me tivesse visto nua outras vezes quando eu era mais miúda, só que agora era uma mulher feita e não estava à espera que uma coisa destas acontecesse.

Reparei que, apesar de me ter pedido desculpa, ele não desviou o olhar do meu corpo e ficou até por momentos a olhar fixamente para mim, para as minhas mamas, os meus pelos, e a vagina. Fiquei um bocado nervosa com a situação porque praticamente sozinha em casa, eu tinha de falar com o meu pai, e havia entre nós um silêncio não resolvido sobre o que tinha acontecido.

O tempo passou, não contei nada ao Fábio, o meu marido, e pensei que a coisa já estava esquecida, quando um dia ele saiu da casa de banho, nu da parte de baixo e aí fui eu que lhe vi o pénis erecto, quando ele ia para o quarto dele. 

Fiquei com a ideia que ele fez de propósito porque tomou banho a uma hora que não era habitual e sabia que só eu estava em casa e que era quase certo que eu o veria daquela maneira.

A partir daí não sabia o que fazer porque passei a ter dificuldade em falar com ele como pai, a olhar-lhe nos olhos, e pensei até que o melhor era pedir-lhe para ir embora porque já tinham passado alguns meses e até o meu marido Fábio, apesar de não saber de nada, já estava a acusar o cansaço de ter o meu pai lá por casa.

Reparava que ele olhava muito para o meu corpo, como se tivesse a fazer-me uma radiografia, a ver-me nua com os olhos e não escondia nada disso, pensei também falar com a minha mãe e irmãs para me aconselhar, mas sabia que se o fizesse ia deitar achas para a fogueira do entendimento entre eles.

Achei que o tempo poderia resolver, e comecei a perguntar ao meu pai se já tinha procurado uma casa e ele só me dizia que estava tudo muito caro fora do alcance dele e eu que esperasse um pouco mais.

Um dia procurava uma cuecas minhas e, sem saber onde poderiam estar, procurei no quarto do meu pai e fui descobri-las numa gaveta. 

Quando ele chegou, já não aguentava mais, decidi falar com ele olhos nos olhos, para saber qual era a ideia dele e o que pretendia fazer.

Perguntei-lhe do porquê de ter as minhas cuecas e o meu pai respondeu "tirei-as para as cheirar, és minha filha mas dás-me tesão e foi para me masturbar", "tenho-te visto nua a tomar banho pela fechadura, e vou logo a seguir bater uma punheta". 


Fiquei incrédula e a desejar não lhe ter feito qualquer pergunta mas ele continuou "acho filha que o Fábio não te dá assistência, e mais dia menos dia, se não for eu, vais acabar por foder com outro".

Soou-me ao ouvido as palavras dele e mais aquelas em que dizia "se não for eu a foder-te", e eu perguntei-lhe "mas tu achas que como tua filha ia foder com o meu pai", e então ele disse-me "tens mesmo a certeza que eu sou teu pai, a tua mãe sempre foi uma puta, e acredita, pôs-me os cornos muitas vezes, e como não tens nada meu, é bem possível que nem seja teu pai".

Estava desconcertada, em algumas coisas ele tinha razão, a minha mãe era um puta, há meses que não dava uma foda, o Fábio não andava pra aí virado, só que não pensava dar uma com o meu pai, ou pessoa que pensava ser o meu pai.

Estávamos a falar quando ele, sentado no sofá, abriu a perna dos calções e mostrou-me o pénis dele teso, não me lembro de já o ter visto, só reparei que era grande, bem maior que o do Fábio, e não sei bem, mas senti qualquer coisa quando o vi, quase me apetecendo agarrá-lo. 

O meu pai começou a manipular o pénis para cima e para baixo e pediu-me só para eu me despir, que lhe mostrasse mamas e a vagina, queria estar excitado, e bater uma punheta.

Estava com aquela ideia, de lhe fazer um favor caridoso, a uma alma perturbada, e despi-me toda nua a mostrar-lhe o corpo, deitei-me no sofá e acho que comecei a gostar da brincadeira e então para o provocar, comecei a friccionar a vagina a olhar para ele.

Só que num momento saltou ele sobre mim,mergulhado entre as minhas pernas, fazia-me um minete, e aí, com a língua dele, a lamber-me a cona toda, perdi as estribeiras, já não sabia o que fazia.

Quando dei por ela, o meu pai penetrava-me a cona, de frente como se fosse a mulher dele, e eu a deixar e a ajudar, sabia-me bem, tinha pena dele, do que tinha sofrido, às mãos da minha mãe, era como se eu cumprisse, em favor dele uma vingança antiga, e, pensando bem, o Fábio que se fodesse, porque se não fodia, mais valia deixá-lo ir.

De uma forma vigorosa, que me deixou sem resposta, o meu pai virou-me o rabo, e começou-me a comer o cu, agarrado às minhas nádegas, curvada sobre o sofá, gemia doida dele me penetrar, o caralho rijo e grande, a entrar e a sair, louco como demónio, sentia-o a arfar em cima de mim, gritava eu "ai caralho pai ó pai ó pai que é tão bomm", até que deu um urro e veio-se com um jato para cima de mim.

Só posso dizer que me vim toda como uma puta, como a minha mãe, e que enfim estou muito arrependida, quando o Fábio perguntou "então o teu pai quando sai?", "ai filho deixa-o ficar".