Tamanho nem sempre é documento - Biografias Eróticas

Tamanho nem sempre é documento

A pedido de vários amigos do Biografias Eróticas, procurámos alguma informação disponível para aqueles que pretendem um aumento do pénis consistente, ou seja, que depois da intervenção, o instrumento se mantenha operacional, fazendo o seu trabalho, só que em maior, mas já sabemos que pénis sofre, ninguém larga o caralho, toda a gente o quer maior, homem e mulher.

Melhor mesmo os exercícios, Prof. Will Rock promete três centímetros e meio, de crescimento do caralho, isso é o que ele diz, eu não acredito não, isso pra mim é supositório, vejam que ele corrige, gajo sério ainda bem, "cresce cresce a muito longo, longo prazo".

E é isso aí, quando for mais velho ele está bem crescido, a gravidade faz o seu serviço, ninguém lhe escapa é a certeza, mas por favor não se deixe abalar, siga o seu sábio ditado "Quem tem dedo e língua pode fazer qualquer mulher feliz".



Se tiver paciência veja os exercícios, eu cá hoje não estou com nenhuma!!!



Veja também as sábias indicações de Mestre Aurilindo, o rei do minete e agora da detenha (punheta unisexo).


4 comentários:

  1. O que interessa é ser trabalhador e não o tamanho. O prazer da mulher está no clitóris e por isso não interessa o tamanho. É apenas um MITO.

    ResponderEliminar
  2. Será? Gostei do pormenor do trabalhador. Gajo esforçado, claro. Mas será que os olhos também comem? Gajo curto faz mais horas? Precisa de mais tempo? Tanto para dizer ...

    ResponderEliminar
  3. Gajo com o dito curto não enfia tantos metros

    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - Quando uma mulher fica sem fôlego

    ResponderEliminar

Não deixe de comentar, o seu comentário será sempre bem vindo