O meu noivo não pode saber - BIOGRAFIAS ERÓTICAS
Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapanesePortugueseRussianSpanish

O meu noivo não pode saber

Tenho andado aterrorizada com esta última situação do meu ex-namorado e, confessionário, eu ainda não decidi como resolver, se peço conselhos à minha mãe, se eu faço o que tenho pensado, mas ele é tão estranho e, bom, nunca confiei nele, e então agora, que me estou casando.

De alguma maneira, ele soube que eu ia casar, e telefonou para mim, "então Frederica? não me vais convidar?", eu não fiquei surpreendida, e disse, "convidar para quê?", respondeu ele, "ora, não sejas estúpida, para o teu casamento, claro".

Eu já sabia o que esperar, o meu noivo não ia gostar, e de pensar o que podia fazer, eu disse para ele, "eu não te posso convidar, fica mal, entendes.".

Continuou ele, "mas fica mal porquê? é o que é que ele pode pensar?", não sabia o que lhe dizer, só não o queria no casamento, "pensar? o que é que achas que podia pensar?", houve assim certo silêncio, "então separámos há pouco tempo, e já te vais casar?", fiquei mais aliviada, "eu disse-lhe, não há problema".

Voltou ele, "e quando tu me chupas no pau?", porra!! agora eu já me estava a sentir fodida, "mas que chupas?", disparou ele, "então se chupas no pau dele, ele deve imaginar que tu chupas também no meu pau", já estava a ficar preocupada, "eu chupo o pau dele, mas acho que ele não pensa nisso, de eu dantes chupar no teu", e não sei porquê havia uma respiração ofegante, "e o cu? costumas dar-lhe o cu?".
Estava irritada com a conversa, "dou mas não tens nada a ver com isso", pareceu-me que se estava a rir, "disseste-lhe que gostavas de eu te comesse o cu? e o meu pau é melhor, não?", ele ia dar-me problemas, sempre foi muito alterado, "não lhe disse claro, se o teu pau é melhor ou não, não interessa, gosto dele."

Pedi-lhe depois que não estragasse tudo, o que tinha tido com ele já era passado, que tínhamos tido bons momentos, que agora era um novo caminho, e não é que o cabrão!! começou a fazer chantagem.

Dizia ele, "Frederica, tudo bem, mas me dá uma foda para a despedida, sabes o quanto adoro te comer, querida", e confessionário, foi neste momento que eu fiquei dividida.

O que eu haveria de fazer, já conhecia o meu ex-namorado, ele ia dar problema concerteza, e perguntei, "tu deves estar doido, eu vou-me casar com outro", mas ele insistia, "tudo bem amor, ele deve ser boa pessoa, mas tu estás me devendo uma foda, da última vez que foste embora".

Ele é um obcecado, sempre me fodeu bem reconheço, numa altura eu me vim embora, mas eu tinha prometido, eu estava pois em divida, mas tudo isso era passado.

Eu necessitava de ganhar tempo, lhe disse que depois telefonava, e fui falar com a minha mãe, eu lhe disse que tinha um problema, expliquei para ela o ele queria, lhe dar o cu e fazer mamada, mas minha mãe é um espectáculo, ela disse, "não tem problema filha, me dá o telefone dele e eu resolvo, se casa com teu noivo e fica descansada".

Só sei confessionário, que o meu ex-namorado me telefonou uns dias depois e me disse, "Frederica está tudo bem, tudo resolvido", fiquei pensando no que tinha dito, "resolvido? como?", respondeu ele, "sim, estive com a tua mãe, é um espectáculo e boa execução, maravilha, muito superior, muito superior, não há mais divida, está tudo pago".

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não deixe de comentar, o seu comentário será sempre bem vindo