Bolsonaro tem que ser estudado - BIOGRAFIAS ERÓTICAS
Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapanesePortugueseRussianSpanish

Bolsonaro tem que ser estudado

Tudo bem aí pessoal, sabe é coisa de actualidade, eu venho reclamar aqui no biografias eróticas da discussão que tive com meu marido e desse pessoal da mídia falando mal do meu presidente, Jair Bolsonaro, ele está sabendo do que está acontecendo, eles andam inventando estória só para ficar dando mole, e isso não está certo, pessoal tem de trabalhar, #BrasilNaoPodeParar (#Brasilmustnotstop).

O meu marido me disse, "não saia de casa, amor, a gente tem que se distanciar", e isso até nem é problema, o pior veio depois quando eu perguntei, "e o Bruno meu amor?", ele ficou olhando "Bruno? Que tem Bruno?", eu não estava acreditando "amor, Bruno anda me fodendo, você sabe, é meu freguês, eu não passo sem ele me dar no cu, amor".
Se essa merda não é problema o que estou fazendo de máscara mais este cara aqui ao lado 
O meu marido contou que tinha falado com Bruno, que o melhor era ele se recolher, era dar um descanso na mulher, que voltava a me foder, bem depois da quarentena, eu ouvi isso e fiquei maluca, "depois da quarentena, você está maluco, não vou aguentar, você sabe, o meu cu precisa do Bruno, sem ele não posso passar".

Ele dizia, "mas amor não dá, você compreende, isto aí não é para brincar", eu só sei que fiquei furiosa, disse logo para ele, "mas você não ouviu o presidente? O Jair disse que nada acontece aos brasileiros", e começou nossa discussão, o meu marido disse agitado "mas menina amor, não liga para esse cara, ele não está vendo nada, o caralho trabalha na imaginação, ele mistura corona com gripe suína, isso aí não é brincadeira".

Caralho!! o meu marido me irritava, se Jair era presidente, de certeza se aconselhava, com muita gente que sabia, mas verdade seja dita, eu estava me cagando nisso, eu queria mesmo era Bruno, para voltar lá em casa, para foder meu cu todo, eu estava muito sofrendo, e disse assim para o convencer "amor, o Jair disse que os brasileiros não pegam nada, tem que ser estudado, e ora porra !! Bruno é brasileiro, amor".

O meu marido entrou ferindo, "não pega o caralho!! ele é que tem de ser estudado, ele anda dizendo besteira", mas eu estava lutando "amor, brasileiro não pega nada, olha o que ele está dizendo, que sujeito pula num esgoto e sai mergulhando, não acontece nada com ele", o meu marido estava perdendo a cabeça, "caralho menina, eu sou lá de mergulhar em esgoto, menina, esse cara está maluco".

Eu tinha de insistir, toda a gente sabe, mulher no fim sempre ganha, "amor, pensa bem, é o que diz Jair, brasileiro passa o tempo a foder, vê bem amor, é cona é cu, tudo serve para furar, vírus e bactérias viram amigos, se juntam em confraternização, e quando corona chega, olha aí e diz assim, vamos embora meu irmão, porra!! que isto é carnaval, aqui a gente não se safa não".

Gualcir, meu marido estava esgotado, ele bem sabia o que eu precisava, de Bruno em casa trabalhando, me fodendo o cu no habitual, dizia então o meu marido, "mas amor, e virtual, trabalho remoto, ele podia bater punheta para você, e assim você mata a saudade, meu amor", eu disse logo para ele, "caralho!!, que punheta bate você, fica aí vendo eu levar no cu, se não me trás Bruno, quem mata você sou eu".

Eu ameacei meu marido, dizendo bem alto para ele, eu me cago em Bolsonaro, meu slogan é para valer, #BrunoNaoPodeParar (#Brunomustnotstop), eu preciso de levar no cu, e fui percebendo logo, que ele resistia muito, alterei pois minha estratégia, "amor, você gosta de Bruno? gosta de ver ele foder meu rabo, amor?", ele reconheceu "gosto sim, amor, ele fode bem você".


Eu continuei, "e então? o pau dele, bem grosso no meu cu, você gosta, meu amor?", ele já não resistia, "é verdade meu amor, eu adoro ver você levando no cu", vi que ele estava pensando, soluções eram com meu marido, ele sempre resolve meus problemas, "é isso aí amor, eu posso pedir a Bruno para fazer quarentena com a gente, o que acha? assim fica comendo o seu cu a toda a hora, amor?".

Eu estava radiante, era luz ao fundo do túnel, meu cu andava ardendo, foram quinze dias de tesão, não via Bruno há muito tempo, bem que estava precisando, "amor, acho bem, convida ele aqui para casa, que maravilha, amor, você é um génio".

Mas meu marido queria ganhar, discussão é discussão, ter convicção no que dizia, ainda mais com a mulher, de Bruno foder meu cu, ele logo logo decidiu, mas na questão principal, não mudou o que sentia, "mas me diz, amor, reconhece, Bolsonaro é de outro mundo?", e eu respondi, "é verdade, meu amor, o melhor é mesmo ficar em casa"

2 comentários:

  1. Não li mas deixo aqui o meu comentário e acreditem.
    Bolsonaro é o melhor presidente que o Brasil já teve !
    E, em Minas Gerais, peça a cachaça Nabunda ! 'Quero tomar Nabunda !', assim mesmo, gajos ! Ou, um garçom pode vir com esta para a sua namorada: 'Já tomou Nabunda '? Não se irrite, se ainda não comeu o belo rabo, se ela responder: 'já...'. Pode ser que ela já tenha tomado Nabunda sem você saber.

    Alexandrino Rego Pinto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ha Ha Ha, a El See adora tomar nabunda, tenho de perguntar ao meu marido se gosta, só que ele nao e fã de cachaça

      Eliminar

Não deixe de comentar, o seu comentário será sempre bem vindo