Estabilidade emocional de mulher se paga - Biografias Eróticas
Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapanesePortugueseRussianSpanish

Estabilidade emocional de mulher se paga

Posso contar aqui no confessionário que se não fosse a minha mulher eu não tinha estabilidade emocional nenhuma. Sempre tive dificuldade para tomar decisões, penso demasiado nos prós e nos contras, se devo avançar ou recuar, e nem  sei bem como é que consegui aqui chegar.

E à medida que a idade foi avançando, bem, o problema se agravou ainda mais, estou no escritório e o que esperam de mim, é que ouça os subordinados e faça escolhas por todos, dos caminhos a seguir, e bem dizia eu, andava num pânico tremendo, que pudesse tudo correr mal.

Eu fui a psicólogos e curandeiros, a bruxos e a xamãs, a terapeutas e a oráculos, a perguntar-lhes o que fazer, para resolver este stress, de ter medo de falhar, antes mesmo de eu começar, merda!! desta espécie de disfunção cerebral, até que um dia aconteceu, um acaso sem razão, quando a minha mulher apareceu, lá para os lados do meu escritório.

Ainda me lembro, ela entrou no meu escritório, ela pareceu ver o terror em que eu estava, e perguntou "mas amor o que se passa contigo? porque está assim?", eu disse a ela "estou fodido, a cabeça a aquecer, não me consigo concentrar", ouvi a voz doce da minha mulher "relaxa amor, eu trato de você, senta para trás".

Ela foi fechar o escritório, depois veio e se pôs de joelhos, ela tirou depois o meu pau para fora, e merda!! que estava mole!!, mas mesmo muito mole, carne sem osso, se vocês me compreendem, pensei "era do medo que eu sentia", aquilo não dava nada.

Mas bem, a minha mulher começou a chupar no meu pau, estava se dedicando como eu nunca vira, colocou os lábios na cabeça, me deu beijos molhados bem em cima, sentia um calor a pressionar, que lhe vinha da garganta fora, o meu pau começou a engrossar, foda-se!! comecei mesmo a gozar.

Depois ela perguntou "então amor se sente mais calmo agora?", bem, eu estava flutuando, meu cérebro não parava, eu olhava para os documentos, os meus funcionários os tinham posto na mesa, e comecei a funcionar, as minhas decisões a sair, de tão claras que eu as via, eu previa que ia ganhar.
Foto de energepic.com no Pexels
Uma verdadeira profissional, ela chupava no meu caralho, ela sabia o que fazia, mas que tão boa execução, aquela sucção tão desejada, descia e subia pelo meu pau, ela era tão safada, eu olhava os lábios a tremer, senti aquele fogo de me estar a vir, que disse à minha mulher "ai meu bem, não aguento mais!! ai!! não vou conseguir, ahhh".

Ela começou então me batendo uma punheta, obrigando meu caralho a corresponder, o meu pau largou um jacto quente, quando eu disse alto "já decidi já decidi, apostem tudo no ouro que é o que vai subir".

Foda-se!! que ainda não estava em mim, eu tinha gasto fortunas em médicos e charlatães, e a minha mulher só com a boca e a língua, tinha tantos conhecimentos e segredos, que resolvera logo o assunto.

À noite quando estávamos em casa, eu disse à minha mulher "olha tu vais ao meu escritório todos os dias", e ela assim para mim, "para quê?", eu respondi à minha mulher, "oh amor eu preciso de estabilidade emocional, preciso de tomar decisões", mas ainda assim não me entendia "e o que é que isso tem a ver comigo?".

Então eu tive que dizer "é para tu me chupares no caralho, isso ajuda a tomar decisões, sabe", vocês sabem o que minha mulher respondeu? Que dava muito trabalho, todos os dias a ter de ir ao escritório, só para me chupar o pau, a puta queria dinheiro!!.

Foda-se!! pensei eu, o que um gajo faz para trabalhar, ser chefe não é para quem quer, eu tive que ir falar com a administração, para autorizarem a dar dinheiro à minha mulher, mas merda!! foi no outro dia, um invejoso que também queria, ele começou perguntando no escritório, "que competências tem esta mulher para estar na folha de pagamentos".

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não deixe de comentar, o seu comentário será sempre bem vindo